Admirável Mundo Novo, de Aldous Huxley

Só pelo título do livroaldous-huxley-resized, é possível perceber uma ironia do autor que está presente em todos os capítulos, o que deixa uma característica marcante na obra com uma ironia que não é trivial, uma vez que é pensada em plenas “imaginações” humanas após a maior guerra já presenciada pela humanidade até aquele momento. É em 1932 que Aldous Huxley publica uma de suas maiores obras, apesar de a crítica literária não a reconhecer como a melhor, a distopia, Admirável Mundo Novo. É um livro escrito após a Primeira Guerra Mundial e que foi revisado pelo próprio autor em 1946 com algumas considerações iniciais, rendendo a origem de um prefácio que contribuísse para introduzir a leitura e que servisse como fio condutor do enredo.
A história do livro passa-se em 634 d. F. (depois de Ford) numa sociedade completamente permeada pelos avanços científicos que chegam a fazer parte de toda a vida dos homens. Além disso, uma sociedade arraigada num regime social rígido e fixo que não permite qualquer manifestação de individualidade ou de liberdade artística; muitos livros são proibidos, existe uma censura muito grande no comportamento das pessoas daquela sociedade que, por sua vez, é dividida por esferas sociais completamente impermeáveis em que cada um desempenha determinada função de acordo com o “nascimento”. Só abrindo um parêntesis: Continuar lendo
Anúncios